BRITEIROS: Agosto 2004 <$BlogRSDUrl$>








segunda-feira, agosto 30, 2004

O último discurso



Proferido no final do filme O Grande Ditador, é um dos mais belos textos pacifistas, um legado para todas as gerações. Não ficou preso a nenhum contexto social ou político, nem ficou parado no tempo:

Nós continuamos a luta pela paz, pela esperança. Nós ainda queremos um mundo melhor para os nossos filhos... Mas acomodamo-nos nas trincheiras dos sentidos. Porquê amar, se é mais fácil odiar? Porquê ajudar, se é mais fácil ignorar? Porquê lutar, se podemos aguardar nos nossos bunkers que o bombardeio acabe e não sobre mais nada para ser destruído?

A mensagem de Chaplin é uma convocação à luta. Sim, uma convocação à boa luta, para que nunca baixemos os braços, nem encolhamos os ombros, nem escondamos a cabeça na areia. Lutemos, pois!
O filme voltou ao cartaz. Mas se não estiver em Lisboa, vá ao videoclube. Pois “recordar é viver”!

:: enviado por JAM :: 8/30/2004 12:00:00 da tarde :: 1 comentário(s) início ::

domingo, agosto 29, 2004

Prémio "Foot In The Mouth" para Donald Rumsfeld

A notícia não é nova, mas merece ser relembrada. Donald Rumsfeld, secretário de Defesa norte-americano, foi o feliz vencedor do prémio "Foot In The Mouth" de 2003. Este prémio é atribuído pela "Plain English Campaign" e visa galardoar a figura pública detentora do comentário mais desconcertante do ano.
O comentário em questão foi proferido no contexto da invasão do Iraque:

Vencedor justo, com larga vantagem sobre o segundo classificado!

:: enviado por JAM :: 8/29/2004 11:20:00 da tarde :: 1 comentário(s) início ::

A AUTO-ESTIMA DA NAÇÃO

Portugal, segundo a leitura que dele fazem alguns assumidos representantes da opinião pública, sofre sobretudo de um défice de comunicação da excelência das "marcas" nacionais, que, sem mais favores do que uma eficaz prática de "marketing", se colocariam ao lado de outras reconhecidas internacionalmente. E logo são invocados, como razões de orgulho nacional, os Descobrimentos, a EXPO-98, o vinho do Porto, o EURO-2004, o Prémio Nobel da Literatura e o, sempre esquecido, Prémio Nobel de Medicina, partilhado em 1949 entre o professor Egas Moniz, médico-cirurgião, e o fisiologista suíço Walter Hess.

Sendo geralmente de políticos, economistas e empresários as vozes que se ouvem a fazer a pedagogia do optimismo, aliás sempre salutar, faltaria saber se o povo indiferenciado se reconhece, realmente, como sofrendo de uma falta de auto-estima responsável pelo "estado da Nação" e em que medida esta tem a "consciência de si" necessária para se auto-analisar e poder concluir se a sobreestima não tem sido mais determinante do que a subestima.

Na verdade, não poderão ser tomados como falta de auto-estima os "sinais" de um país, considerado o mais pobre da União Europeia, onde a maioria da população (que é pobre ou remediada) ambiciona usar roupas de marca, passar férias em zonas chiques, ter um automóvel para passear, gastar mais dinheiro em comida e vestuário do que os outros europeus, ter mais telemóveis, em média, do que os americanos, possuir uma casa com móveis de estilo, por vezes uma vivenda com piscina - e não se sentir diminuído por registar os mais baixos índices de instrução e leitura, a maior percentagem de absentismo na escola e no trabalho, de cursos universitários sem aplicação prática, de mortos na estrada e de presos preventivos nas cadeias.

É um facto que nunca se ajustou aos portugueses a máxima de Amiel - "Sê, não pareças." O servo sempre aspirou a parecer um "senhor", o pobre a parecer rico, o senhor e o rico fazendo tudo para mostrar que o são. Uns, querendo iludir as distâncias; outros, sublinhando-as - porque em todos a grande aspiração foi sempre "parecer o melhor possível" e a naturalidade nunca satisfez o ego lusitano.

Não será tudo isto prova de uma sobreestimada "consciência de si", para ocultar porventura - parafraseando Eduardo Lourenço - uma relação conflitual que os portugueses têm com a sua imagem heróica? Respondam também os sociólogos e os historiadores, e não apenas os políticos, os economistas e os empresários.

Se for, não bastará incentivar os agentes do Mercado nem os promotores da Imagem: é indispensável investir na Educação e na Cultura, pois é com estas que se modela o espírito e a consciência dos povos, e as nações respeitadas se colocam umas ao lado das outras.

© www.apagina.pt

:: enviado por JAM :: 8/29/2004 02:57:00 da tarde :: 1 comentário(s) início ::

Aborto : o debate está relançado

Ponto 1 : ninguém engravida com o intuito de abortar.
Ponto 2 : na sociedade competitiva em que vivemos, cheia de desigualdades, as mulheres devem ter opção. Opção a uma maternidade desejada, porque uma criança tem de ser amada, deseja e acarinhada. Opção ao aborto clandestino. Opção à sua dignidade. Opção a ter opção.

Existem, como é do conhecimento geral, iniciativas que visam a salvaguarda de uma maternidade desejada, como os métodos contraceptivos e o planeamento familiar. No entanto, como muitas mulheres (e homens) podem testemunhar, estes planos nem sempre funcionam e, quando falham, a mulher deve poder decidir. O aborto não deve ser encarado como método contraceptivo. Produz sofrimento físico e psicológico. Mas a sua proibição produz ainda mais sofrimento. O Planeamento Familiar é a resposta. O aborto deve ser a última solução.

Não é por despenalizar o aborto que a sociedade vai forçosamente cometê-lo. É a mulher quem tem de optar, não nós por ela, impondo-lhe como única saída o aborto clandestino e um perigo de saúde e mesmo de vida.

:: enviado por JAM :: 8/29/2004 02:07:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::

sábado, agosto 28, 2004

Promete ou cumpre?

Como já referimos noutra nota, o Google é ferramenta com futuro. Note-se que se questionarmos este oráculo com as palavras "governo promete" (páginas de Portugal) encontramos 804... se usarmos "governo cumpre" encontramos 72. Interessante?

:: enviado por RC :: 8/28/2004 08:09:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::

Mais valia a indiferença...

"Antigos combatentes rejeitam pensões de 150 euros por ano"

Em tempos pré-eleitorais, os nossos políticos, quais cavaleiros de uma távola redonda à qual sempre os mesmos comem, juram proteger viúvas e órfãos, velhinhos e velhinhas... Nas últimas eleições foi a vez dos antigos combatentes portugueses em África. Foi então a vez do Le Pen português, prometer mundos e fundos aos antigos combatentes, angariando assim mais uns milhares de votos que tanto geito lhe deram. Entradas de leão e saídas de sendeiro, resumiu-se a ideologia do Deus, Pátria e Família a atribuir uma mísera pensão de 150€ por ano aos nossos antigos combatentes. Mais valia o nada que o nada é coisa limpa de hipocrisias e sobrancerias, o nada alimenta a revolta dos justos. Assim, lá vem o pragmatismo pequenino do sempre é melhor que nada... Proponho que a Pensão de Combatente passe a ser a unidade com que se contabilizam os ordenados dos rapazotes da política.
Por exemplo: Manuel Teixeira, assessor de Rui Rio não ganha 7242,84€ por mês, nem 101399.76€ por ano. Passaremos a dizer que Manuel Teixeira ganha 676 PC, ou seja vale seiscentas e setenta e nove Pensões de Combatentes... Que lhe dê bons conselhos, o homem bem precisa e por aquele preço...

:: enviado por RC :: 8/28/2004 08:02:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::

A justiça holandesa impediu o “barco do aborto” de operar no alto mar

A organização holandesa “Mulheres sobre as ondas” (Women on Waves) tem por objectivo levar o seu barco-hospital, com tripulação médica especializada em interrupções voluntárias da gravidez, a diversos países onde esta prática é ilegal. Mas a justiça holandesa recusou o pedido da organização para praticar abortos no alto mar, ou seja a mais de 25 quilómetros do hospital Slootervaart com o qual assinou um contracto de colaboração, informou a agência holandesa ANP.

O facto de a organização ter realizado grandes investimentos para comprar e equipar o barco não foi suficiente para alterar a decisão do juiz. A organização não governamental, financiada com fundos privados e ajuda de carácter filantrópico, pode no entanto distribuir, no barco, anticonceptivos e informação sobre o tema.

Aquando da passagem do barco pela Polónia, as autoridades marcaram previamente as pílulas anticoncepcionais de emergência, a bordo do barco holandês, para evitar a sua distribuição às mulheres polacas. Mas a inspecção da guarda fiscal não encontrou a pílula RU-486 a bordo do barco. Apenas encontraram 180 unidades de Cytotec e 45 de Mifagine, medicamentos que, administrados juntos, podem provocar a interrupção da gravidez.

A organização “Mulheres sobre as ondas”, fundada em 1999 pela ginecologista holandesa Rebecca Gomperts, saltou para as primeiras páginas dos jornais em Abril de 2001 quando o “barco do aborto” rumou à Irlanda numa campanha para impedir as gravidezes indesejadas e os abortos clandestinos praticados sem condições de segurança no Reino-Unido.


:: enviado por JAM :: 8/28/2004 06:47:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::

sexta-feira, agosto 27, 2004

QUO VADIS, PORTUGAL?

Quando o primeiro-ministro Mário Soares anunciou, no início da década de 1980, que os portugueses tinham de “apertar o cinto” se queriam entrar na então chamada CEE, a população em geral encarou este sacrifício como um investimento no futuro.

Quem olhar hoje para os números leva com um balde cheio de pessimismo por cima da cabeça. Se Portugal estava bem implantado em 15º lugar da Europa dos 15, meses depois da adesão dos novos dez membros, já conseguiu deslizar-se para 17º lugar em termos de salário (uma média de 1. 125 € por mês) e também em termos de poder de compra, igual a Malta e atrás de Grécia e Chipre. Quanto ao desemprego, só no período de Janeiro de 2002 a Abril de 2003 (em 16 meses) o desemprego em Portugal aumentou em 73,8% (ao passar de 4,2% para 7,3%).

Em relação aos outros países da UE, os portugueses estão entre os mais sacrificados, trabalhando uma média de 40,1 horas por semana, representando o 9º lugar, enquanto os preços nos supermercados estão entre os mais altos. Enfim, trabalhar mais, receber menos, ter menor poder de compra e ver o país a descer anualmente na tabela classificativa da “primeira liga” da Europa, eis a triste sina de Portugal e dos portugueses.

No entanto, Portugal tem inegáveis qualidades, que proporcionaram a sua independência como estado soberano. Por alguma razão Portugal é um estado independente ao contrário da Escócia ou da Catalunha.

Comparando o Portugal de 1986 com o Portugal de hoje, a enorme divisão entre cidade e campo desapareceu com a substancial melhoria das redes de auto-estradas e de transportes públicos. Quando há 20 anos se levava quase um dia de viagem tortuosa para chegar a alguns lugares do interior, hoje em dia isso faz-se em poucas horas. Poucas são as aldeias que não têm electricidade ou redes telefónicas, de saneamento ou de abastecimento de água.

No entanto, com tanta melhoria, o que falhou? A resposta é muito simples: ausência de capacidade de liderança política, o que quer dizer também incompetência e falta de planeamento. Perguntar a um português o que quer dizer “ordenamento do território” provoca normalmente um encolher dos ombros.

Quer dizer “planeamento do espaço nacional”. Para fazer planos, é preciso organização. Para organizar é preciso comunicar e é precisamente aqui onde Portugal tem falhado rotunda e completamente. Para fazer um plano nacional, é preciso envolver todos os sectores – privado e público, governo e municípios, associações de residentes e classe empresarial. Para organizar, é preciso formular uma estrutura que abranja mais do que uma legislatura. Para comunicar, é preciso ter uma atitude democrática.

Infelizmente, colectivamente, a classe governante de Portugal não tem nenhum destes atributos. A meta é vencer as próximas eleições, colocar os amigos e familiares em lugares de destaque e tentar aproveitar ao máximo da posição, mantendo em aberto sempre um lugar profissional com um salário bem acima da média para tempos de travessia do deserto político. Neste cenário, não faz sentido comunicar com aqueles que estão fora do mesmo círculo político. Sem comunicação, não há organização e, sem organização, não há plano.

Portugal poderá servir de exemplo para os novos estados membros a Leste, ... exemplo a não seguir.


:: enviado por JAM :: 8/27/2004 09:19:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::

Portugal Diário - Jornal em Directo

Portugal Diário - Jornal em Directo: "Tomada de posse do executivo de Santana Lopes

Governo faz uma nomeação de duas em duas horas
27-08-2004 09:03
 
Em média, Executivo de Santana tem nomeado 11 pessoas por dia desde a posse

De acordo com o jornal O Independente, nos 41 dias que o Governo de Santana Lopes leva de funções, foram nomeadas 468 pessoas para cargos de confiança política.
Em média, são nomeadas 11 pessoas por dia, ou seja, de duas em duas horas algum ministro ou secretário de Estado assina um despacho de nomeação."

:: enviado por RC :: 8/27/2004 11:26:00 da manhã :: 1 comentário(s) início ::

quarta-feira, agosto 25, 2004

FOGO ASSUSTA CAMPISTAS

"Um incêndio no Parque de Campismo da Ilha de Tavira,[...], destruiu oito tendas e provocou um grande susto aos utentes [...]. Não se registaram feridos,[...].O sinistro terá tido origem num frigorífico instalado numa das tendas."

****

Lembra-me um dia, em S. Pedro de Moel, em que eu, jovem campista, pasmei com o zelo com que uma senhora aspirava a tenda com o seu aspirador...Ou aqueles que tinham um burro na varanda do segundo andar... :)

:: enviado por RC :: 8/25/2004 11:34:00 da manhã :: 0 comentário(s) início ::

terça-feira, agosto 24, 2004

PUBLICO.PT - Última Hora

PUBLICO.PT - Última Hora: "Eurostat: poder de compra português foi o que menos progrediu

 
Lusa

O poder de compra dos portugueses foi o que menos progrediu desde 1995 entre os quatro Estados-membros que nos últimos dez anos mais beneficiaram dos fundos estruturais da União Europeia, segundo um estudo do Eurostat divulgado hoje.

O relatório do organismo responsável pelas estatísticas comunitárias indica que o poder de compra dos portugueses passou de 73 por cento da média europeia em 1995 para 75 por cento em 2003.

Em Espanha, o poder de compra passou, no mesmo período, de 87 para 95 por cento e na Grécia, outro país com um grau de desenvolvimento económico idêntico ao português, subiu de 72 para 80 por cento da média europeia.
"

NÃO ME ESPANTA!!!!!

:: enviado por RC :: 8/24/2004 12:13:00 da manhã :: 0 comentário(s) início ::

domingo, agosto 15, 2004

Googlecracia

Embora estejamos em época morta, de políticos a banhos e política em banho-maria, as hostes vão-se alinhando para a escolha do próximo Secretário Geral do Partido Socialista, mais conhecido por PS. Numa busca da net encontrei estes sites que talvez vos possam dar uma ideia do pensamento político dos adversários em presença.
Como curiosidade aí vão os links e o ranking actual que o Google lhes atribui...

http://www.joaosoares.net/main.asp - Ranking do Google 4 quatro
http://www.manuelalegre.weblog.com.pt - Ranking do Google 0 zero
http://www.manuelalegre.org/ - Ranking do Google 0 zero
http://www.josesocrates.com/ - Ranking do Google 0 zero

Mas como o portal do governo, http://www.portugal.gov.pt/Portal/PT, tem um Ranking do Google 7 sete podemos sempre dizer que o Google é uma máquina falível, se até este blog tem zero... Afinal que sabem os americanos???

:: enviado por RC :: 8/15/2004 01:35:00 da manhã :: 0 comentário(s) início ::

sábado, agosto 14, 2004

`*:·. Pipocas sem açúcar .·:*´

Aqui fica uma sugestão de Blog sem implicações políticas ou sociais evidentes. Tudo para a cozinha


`*:·. Pipocas sem açúcar .·:*´

:: enviado por RC :: 8/14/2004 08:18:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::

Pacheco Pereira

Decididamente o JPP é um trabalhador prolífico, consegue sozinho o que muitos não conseguem.
Três? É obra!
http://abrupto.blogspot.com/
http://estudossobrecomunismo.weblog.com.pt/
http://veritasfiliatemporis.blogspot.com/

Orgulhoso do seu ranking no Google, vê a sua página referida por blogs como http://maizumpomonte.weblog.com.pt/, http://barnabe.weblog.com.pt/, http://causa-nossa.blogspot.com/, http://copulavocabular.blogs.sapo.pt/, e muitos outros...

:: enviado por RC :: 8/14/2004 08:12:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::

Palavras alteradas...

Um processo depois da demissão?--------Salvado quebra silêncio--------Adelino Salvado, que pediu esta semana a sua demissão do cargo de director nacional da PJ...--------Em entrevista ao "Expresso", Adelino Salvado frisa que "nunca" violou o segredo de justiça no âmbito do processo de pedofilia Casa Pia e deu apenas "palpites". "Em relação ao processo Casa Pia, eu só posso falar como certamente todos falarão com os seus amigos: dando palpites, fazendo interrogações e até dando o seu parecer, mas não fundamentado em factos ou provas", afirma. --------Adelino Salvado, que se demitiu na sequência do escândalo das cassetes alegadamente furtadas ao jornalista do "Correio da Manhã" Octávio Lopes,--------Ferro exige responsabilidades.--------Ferreira Diniz volta a exercer medicina--------O médico Ferreira Diniz, acusado de abuso sexual de crianças no processo Casa Pia, pode voltar a exercer medicina no sector público em Setembro, quando termina a suspensão da Inspecção-geral da Saúde, segundo fonte do Ministério da Saúde. O médico, que vai ser julgado por 18 crimes de abuso sexual de crianças no âmbito do processo Casa Pia, tinha sido suspenso a 02 de Junho passado pela Inspecção-Geral da Saúde (IGS), no dia em que se apresentou ao serviço no Centro de Saúde da Graça, em Lisboa.--------PSD e CDS não vão pedir a Jorge Sampaio demissão do procurador-geral.

************************************************************************

Por RC:

Neste país de treta ninguém é demitido ou se demite. São demitidos do cargo, pedem o fim da comissão e outros malabarismos que os remetem do tacho temporário para o tacho permanente.

Quem não serve para dirigir a polícia também não serve para nos julgar. Quem não é capaz de ser um ministro decente também não tem a classe para ser nosso deputado. Fim às redes que aparam todas as quedas... Fim à república das bananas.

:: enviado por RC :: 8/14/2004 11:16:00 da manhã :: 0 comentário(s) início ::

quinta-feira, agosto 12, 2004

Conduzimos bem acompanhados...

"BT da GNR fiscalizou 1.737 condutores na quarta-feira

A Brigada de Trânsito da GNR procedeu, durante o dia de quarta-feira, à fiscalização de 1.737 condutores. Durante a operação, a BT registou 866 autos de contra-ordenação, dos quais 267 são considerados graves e 67 muito graves. Os restantes correspondem a infracções ligeiras."

Dito assim parece pouco, mas a realidade é que as operações stop podem equivaler a uma sondagem. Conduzimos muito bem acompanhados. A notícia traduzida em percentagens passa a ser assim.

Quand o você conduz, há uma probabilidade muito grande de 50 em cada 100 condutores que cruzam o seu caminho cometerem uma qualquer ilegalidade, 15 em cada 100 poderão pôr a sua vida em perigo por condução com graves deficiências.

Quatro em cada cem são potenciais homicidas por negligência... Será isto?


:: enviado por RC :: 8/12/2004 01:22:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::

quarta-feira, agosto 11, 2004

Petrogal

PUBLICO.PT: "Refinaria da Petrogal é uma das piores da Europa em emissão de metais pesados

A refinaria da Petrogal, em Matosinhos, liberta para a atmosfera metais pesados como arsénio, cádmio, níquel e crómio, o que a torna uma das piores da Europa em termos de impacte ambiental."

A 2 de Agosto podíamos ler:
"Luís Nobre Guedes tranquilizou a população de Matosinhos e Leça da Palmeira, garantindo que "não há qualquer riscos de impacto ambiental".

O Governo e a Petrogal terão um actuação concertada para apurar as responsabilidades e reparar os prejuízos e consequências do acidente, salientou.

O ministro fez questão de salientar que se tratou de um acidente de obra e não de funcionamento da refinaria, afirmando que se trata de uma obra em curso das mais seguras em que tudo é ponderado.

"É impensável que funcione (a obra) de ânimo leve. Seremos totalmente intransigentes, vamos até à últimas consequências" se se provar que a obra não cumpriu todas as normas de segurança, acrescentou."

Ficamos tranquilizados????

:: enviado por RC :: 8/11/2004 01:26:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::

segunda-feira, agosto 09, 2004

Fogo...

Diz o senhor ministro a propósito do combate a incêndios:

"Temos que repensar que meios aéreos vamos pôr no terreno..."

Também estou para ver como é que vão pôr os meios terrestres no ar...

:: enviado por RC :: 8/09/2004 08:24:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::

domingo, agosto 08, 2004

viagens

Está de volta, e em força, o caso das viagens fantasmas dos deputados.
O governo de Santana Lopes aprovou deixar os deputados da Nação, nas viagens ao estrangeiro serem acompanhados pela respectiva cara metade ou quem muito bem eles quiserem.
O Estado entende que os Srs Deputados devem viajar em classe executiva por uma questão de prestígio, de classe, de status. Agora podem trocar a executiva por duas turísticas, podem trocar o status e a classe por aventura.
E assim se faz Portugal, os políticos vão bem, os outros mal.
joao

:: enviado por JJ :: 8/08/2004 11:37:00 da tarde :: 1 comentário(s) início ::

Notícias

Hoje, a leitura dos diários electrónicos tem alguns pontos de interesse e bem portugueses, por sinal:
1. http://www.publico.pt/
a. Um dia depois de aprovada amnistia para cúmplices de terroristas * Iraque reintroduz pena de morte no país

A introdução da pena de morte do Iraque, será mais um dos traços civilizacionais do ocidente que se quer que o Iraque adopte?

b. Balanço da sinistralidade rodoviária referente ao dia de hoje * Seis mortos em acidentes de viação causados pela chuva. “Seis pessoas morreram hoje em quatro despistes de veículos provocados pela chuva […].

Curioso reparar como Deus e o acaso são sempre os culpados nesta nossa terra. Quem tiver visto a notícia de um acidente em que um grande e potente carro que se despista vais abalroar um Renault 4L em que seguiam cidadãos de terceira idade que aí mesmo encontraram a morte. Dizia o jornalista que era mais um acidente provocado pela chuva... A chuva não pode ser acusada de homicídio por negligência..

2. http://online.expresso.clix.pt
a. Sampaio dá «trambolhão» * O PRESIDENTE da República sofreu uma aparatosa queda de popularidade na sondagem de Julho EXPRESSO-SIC-Renascença.

Não sei porquê, mas a palavra trambolhão, às vezes, evoca-me trambolho...


b. Secretário de Estado na escola * Secretaria de Estado do Turismo vai ficar instalada na Escola de Hotelaria e Turismo do Algarve, na baixa de Faro, confirmou hoje à Agência Lusa uma fonte oficial[…].

Secretaria de Estado do Turismo numa escola de hotelaria, Secretaria de Estado da Agricultura e Alimentação na Golegã, instalada em palacete do século XVII…..

3. http://news.bbc.co.uk/2/hi/programmes/from_our_own_correspondent/3541662.stm
a. Artigo, mais um, sobre a morte de Saint-Exupery. Valerá a pena ler…

:: enviado por RC :: 8/08/2004 09:49:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::

Pensamento dum dia de chuva

“Mesmo quando estamos deprimidos e ninguém quer saber de nós...
há sempre um vírus informático que nos envia correio electrónico”

:: enviado por JAM :: 8/08/2004 02:02:00 da tarde :: 1 comentário(s) início ::

sábado, agosto 07, 2004

Chibanga apoia decisão do governo...

[...]Sentado à mesa do café Central, no largo em frente ao edifício cedido para a Secretaria de Estado, o toureiro Ricardo Chibanga, filho adoptivo da Golegã, considera a vinda deste serviço para a vila "muito positiva para esta região do centro do Ribatejo e do país".
No seu entender, esta decisão vai não só beneficiar a vida da vila mas também todos os agricultores da região.[...]

Esta ideia de deslocalizar tem vindo a angariar vastos apoios e, como vemos pela notícia, bandarilheiros e matadores vêm com bons olhos ter membros do governo por perto. Esta noite vai ser notícia de abertura na TVI. Já os estou a ouvir:

"Depois de Lili Caneças e todo o jet set da capital, é agora a vez do pessoal da província apoiar Santana Lopes. RICARDO CHIBANGA apoia deslocalização da Secretaria de Estado da Agricultura e Alimentação (SEAA) para a Golegã.... bla, bla, bla....

:: enviado por RC :: 8/07/2004 11:24:00 da manhã :: 0 comentário(s) início ::

quarta-feira, agosto 04, 2004

Sócrates acusa Alegre...

"Sócrates acusa Alegre duma postura marginal, dirigindo-se «prioritariamente "aos seus" que enumerou como os trabalhadores, os jovens, os reformados, os desfavorecidos, as classes empobrecidas e as vítimas das políticas de direita»."

Tornou-se verdadeiramente espantosa a discussão política em Portugal. Que acusação terrível! Então a quem se deveria Manuel Alegre dirigir, se não à maioria do povo português? A quem se deve dirigir então um candidato? Se não for aos trabalhadores, aos jovens, aos reformados, aos desfavorecidos, às classes empobrecidas e as vítimas das políticas de direita, deve dirigir-se a quem? Quem sobra? Quantos sobram?

É um espanto...

:: enviado por RC :: 8/04/2004 02:59:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::

terça-feira, agosto 03, 2004

Portugal Diário - Jornal em Directo

"Ao todo 70 pessoas foram evacuadas de três prédios na freguesia dos Prazeres, em Lisboa, depois de um prédio ter ruído esta manhã, às 9:17. À hora da derrocada ninguém se encontrava em casa, disse fonte dos bombeiros."

Somos protegidos pela sorte, ou por um Deus desconhecido. As sociedades são como os prédios, ruem quando menos se espera. Esperemos que não haja vítimas...



No entanto podemos estar tranquilos, o político estava lá com o equipamento essencial de salvamento: capacete, gravata e telemóvel....

:: enviado por RC :: 8/03/2004 03:23:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::


blog9
Originally uploaded by briteiros.

:: enviado por RC :: 8/03/2004 03:18:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::

Por engano...

Hoje, por engano certamente, a RTP1 transmitiu o último concerto do Zeca Afonso. Tarde, que é como convém para que poucos ouçam... A dada altura lembrou que tinha havido um tempo em que para se ser cidadão era preciso mais que uma cruzinha num boletim de voto. Hoje, se fosse vivo, perguntaria por que nem isso podemos fazer quando é evidente a dissociação entre os governantes e o povo.

...
não me obriguem a vir para a rua gritar
que é já tempo de embalar a trouxa e zarpar
...


:: enviado por RC :: 8/03/2004 02:31:00 da manhã :: 0 comentário(s) início ::

segunda-feira, agosto 02, 2004

Portugal Diário - Jornal em Directo

Portugal Diário - Jornal em Directo: "Férias começam com menos acidentes nas estradas
02-08-2004 12:08
Bruno Martins  

Balanço final aponta para 1033 sinistros em três dias. Lisboa, Porto e Aveiro foram distritos onde houve mais acidentes. Viseu teve mais mortos"
***************************************


Assim nos regozijamos com fracas notícias. É evidente que o número de acidentes tem uma relação directa com muitas circunstâncias determinantes, das quais a altura do ano não será a mais relevante. A intensidade de tráfego, o estado dos condutores, das estradas, etc.

:: enviado por RC :: 8/02/2004 02:27:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::

domingo, agosto 01, 2004
Luís Nobre Guedes tranquilizou a população de Matosinhos e Leça da Palmeira, garantindo que "não há quaisquer riscos de impacto ambiental".

Claro que estamos todos mais tranquilos, não é verdade?

:: enviado por RC :: 8/01/2004 03:27:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::


:: enviado por RC :: 8/01/2004 03:23:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::