BRITEIROS: Março 2008 <$BlogRSDUrl$>








sábado, março 29, 2008

Eu encarno, tu encarnas ...


"Em Novembro o dalai-lama propôs que, em vez de esperar que os sábios religiosos encontrassem a próxima encarnação após sua morte, ele próprio escolhesse sua própria encarnação. Como é sabido, depois da morte do dalai-lama, as autoridades budistas tibetanas, orientadas por sonhos e sinais, identificam uma criança que vai substituir o líder morto."
................................................
Toma e ... embrulha!!! E não te rias da estupidez alheia!!!

:: enviado por ja :: 3/29/2008 07:53:00 da tarde :: 4 comentário(s) início ::

segunda-feira, março 24, 2008

Casamento sim, mas com facturas

Finalmente um Governo que sabe o que faz, com a determinação e o jeito "impositivo" necessário. Era exactamente de um naipe de Ministros destes que Portugal necessitava. Já chega de brincar às democracias de cravos e cantigas onde "o povo é quem mais ordena" (perdoa-me Zeca, por te citar neste contexto).
As televisões anunciaram mais uma medida brilhante que nos vai trazer definitivamente a salvação para todos os pecados (mesmo os incluídos no upgrade mais recente): quem casar vai ter que informar os Serviços de Finanças sobre as receitas e despesas da cerimónia (ou qualquer coisa semelhante). Totalmente de acordo: casar sim, mas com factura e recibos e, provavelmente, testemunhas ou fotografias ou filmes ou tudo isso, para comprovar a veracidade da informação. É claro que os vizinhos, os convidados, os amigos, podem, se o desejarem, em regime de voluntariado, colaborar nesta cruzada contra as fugas aos impostos dando uns palpites a quem de direito... Cá por mim, começo já hoje a colaborar e deixo umas simples sugestões sobre o que, em minha modesta opinião (gosto muito desta expressão), os noivos deveriam ser obrigados a preparar para elaboração posterior do relatório exaustivo a entregar na Repartição de Finanças mais próxima: valor exacto de cada prenda (com o Número de Identificação Fiscal - NIF - de quem a ofereceu); total de euros recebidos (com discriminação dos respectivos mecenas e seus NIFs); facturas/recibos da aquisição de todos os produtos alimentares e custos do seu transporte, conservação, preparação, confecção, etc, etc, incluindo obrigatoriamente os vencimentos/hora dos intervenientes em todo este processo (com cópia para a ASAE); facturas/recibos relativos a outro tipo de serviços efectuados por outro género de profissionais: conservador e funcionários do registo civil, pároco e sacristão, fotógrafo, editor de vídeo, banda musical, apresentador de "karaoke", palhaço, ilusionista, arrumador de carros...
Não esquecer de incluir no relatório as facturas/recibos dos preservativos masculinos e/ou femininos (ou qualquer tipo de protectores) utilizados na noite de núpcias e durante a semana seguinte (embora este ponto, por provavelmente levantar algumas objecções, só devesse ser obrigatório a partir de 2010).
A este brevíssimo conjunto de sugestões (a que os especialistas na matéria acrescentarão, com toda a certeza, outros aspectos que a minha ignorância impede de sublinhar), haverá que juntar, como é evidente, toda a documentação relativa a vestuário (e acessórios) adquirido por cada um dos noivos (não esquecendo o inventário completo e pormenorizado de todo o tipo de roupas, sapatos, brinquedos, livros, computadores, bicicletas, motociclos, automóveis, barcos, helicópteros, aviões, etc., que já possuíam antes do casamento).
É com medidas destas que havemos de nos transformar num país de primeira linha.
Parabéns Sr. Primeiro Ministro!!
Aos Professores já Vª. Exª deu o que mereciam!
Há que avançar agora contra todo o tipo de privilegiados, como é o caso desta gente que teimosamente insiste em casar e fazer disso uma festa.
Assim, sim!!!
vieira da silva
___________________________________



Nota à margem: - Andam para aí uns não sei quantos senhores mal formados a inventar histórias de mistérios inexistentes sobre alguns esforçados políticos que, depois do doloroso dever de serem ministros, secretários de estado, ou terem exercido outros cargos altamente desgastantes, ainda se entregam abnegadamente à função de gestores de empresas cumpridoras de todas as obrigações fiscais. E chegam ao ponto de dizer o mesmo sobre alguns gestores que não hesitam em responder afirmativamente ao apelo da sua pátria (que não sei bem se é a mesma a que pertenço) e entram corajosamente na equipa que vai governando a bem do povo que lhe deu a legitimidade incontestável da maioria absoluta.
Inadmissível!!!
Perdoai-lhes que não sabem o que dizem...
vieira da silva

:: enviado por vieira da silva :: 3/24/2008 02:10:00 da tarde :: 5 comentário(s) início ::

sexta-feira, março 21, 2008

E vejamos bem onde isso nos levou.

Causa Nossa: "Citações
«Toda a gente parece estar de acordo: é preciso pacificar o conflito aberto na Educação, pois nenhuma reforma no ensino é possível contra os professores. Ora, olhando para a realidade das últimas décadas, é fácil perceber que esta ideia não faz qualquer sentido. Todas as reformas na educação foram feitas contra os professores e a muito custo.» (Leonel Moura, Jornal de Negócios)"

E vejamos bem onde isso nos levou. Segundo a lógica do viral mateiro a reforma do ensino superior deverá ser feita contra os professores universitários, a da saúde contra os médicos e enfermeiros, a da segurança contra os polícias, a da cidadania contra os cidadãos, a do jornalismo contra os jornalistas, a da agricultura contra os agricultores, a da justiça contra juízes e advogados... E, do alto da sua torre de marfim, vitais veredictos decidirão de tudo e sobre todos. Viremos tudo de pernas para o ar. Quem melhor que os presidiários poderá gerir as cadeias?

Cada vez me vou divertindo mais com o contorcionismo lógico do vital armeiro de qualquer regime que lhe convenha. Os ortodoxos nunca morrem, só mudam de ortodoxia.

Já agora aqui fica o exemplo do futuro que se vive já no presente:




******
Já agora, fica aqui outra solução:


******

Aos briteiros, que são muitos mas sossegados, bem como aos que lêem este blogue desejo uma boa Páscoa. Eu vou britar para outra freguesia. Adeus, até ao meu regresso.

Etiquetas: , ,


:: enviado por RC :: 3/21/2008 01:25:00 da manhã :: 1 comentário(s) início ::

quinta-feira, março 20, 2008

A ingratidão das minorias

Acabei de ver na RTP1 um grupo de "hooligans" comunistas (citando, sem ser à letra, e com a devida vénia, o paladino da democracia Emídio Rangel) que em Grândola decidiram ir para a rua protestar contra o alegado encerramento do SAP.
Estava capaz de apostar que se trata, na sua maioria, de gente saudosista dos velhos regimes totalitaristas que não reconhecem "como é difícil governar" (caso contrário, "gostariam de obedecer toda a vida").
Mas o mais grave disto tudo é que levavam à frente o Presidente da Câmara Municipal de Grândola que, de acordo com a informação do jornalista, é um militante do PS. Será que este Autarca não lê os brilhantes artigos dos democratas Emídio Rangel, Miguel Sousa Tavares, Vital Moreira, etc, etc, profusamente citados e divulgados, e se deixa levar desta forma tão leviana? Será algum caso daqueles de que o insigne psiquiatra Vicalino Tanas falou quando dissertou sobre esquizofrenia?

:: enviado por vieira da silva :: 3/20/2008 08:32:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::

Olhar com olhos de ver

Read this doc on Scribd: milu

:: enviado por RC :: 3/20/2008 03:51:00 da tarde :: 1 comentário(s) início ::

Na mouche


:: enviado por RC :: 3/20/2008 11:00:00 da manhã :: 0 comentário(s) início ::

quarta-feira, março 19, 2008

Como se...

Como se não houvesse portugueses que soubessem, como se fôssemos todos parolos, lá vão aparecendo as pérolas de conhecimento do mundo...

Avaliação: Como é lá fora: "Um mito vindo do Norte

Por entre consensos e contra-sensos, preferências e divergências, a opinião torna-se unânime quando se trata de nomear o mito da educação. Os métodos inovadores, criativos e eficazes utilizados na Finlândia fazem com que esta se destaque mundialmente, ao ponto de todos os países quererem seguir o seu exemplo. Não existem inspectores nem sistemas de avaliação, o que existe é uma exigente pré-selecção. Só os melhores conseguem chegar a professores. Só quem tem um mestrado e vocação para o ensino é que atinge tal patamar.

A igualdade de acesso a uma boa educação é, sem dúvida, o ponto-forte deste sistema de ensino. Todos os alunos, sem excepção, têm direito a material escolar – lápis e livros – bem como a uma refeição quente diária, a transporte escolar e a assistência médica. A entrada para o ensino é feita aos 7 anos e, desde essa altura, as crianças são obrigadas a utilizar e a despertar o seu espírito crítico e criativo. São habituados a viver longe da teoria e perto do que é prático. Vivem longe dos lobbies e dos formalismos, longe dos «senhores doutores» e bem perto do que é realmente importante… a realidade."

:: enviado por RC :: 3/19/2008 11:35:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::

Há corporações e corporações, há filhos e enteados

TSF Online: "Governo faz tudo para que médicos tenham as melhores condições"

:: enviado por RC :: 3/19/2008 01:30:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::

Prostituição da medicina no trabalho

DN Online: 400 empresas ilegais na medicina do trabalho: "Este é o retrato do mundo da medicina no trabalho, que o cirurgião cardiotorácico, e médico do trabalho José Carvalho Candido, não hesita em classificar como 'trafulhice' e 'prostituição da medicina no trabalho'."

:: enviado por RC :: 3/19/2008 01:29:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::

Soma e segue

ramiromarques: Contratados coagidos a assinarem requerimento a pedirem avaliação de desempenho: "Contratados coagidos a assinarem requerimento a pedirem avaliação de desempenho

Acabei de saber por uma colega indignada que hoje, na sua escola – do concelho de Sintra, foi chamada ao CE, assim como os seus colegas contratados, tendo-lhes sido comunicado que segundo recentes directivas do ME, iriam ser avaliados e que para dar início ao processo, deveriam antes redigir um documento no qual teriam de dizer expressamente 'quero'ser avaliado."

:: enviado por RC :: 3/19/2008 01:11:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::

Não custa nada

Petição a favor da aprovação pela Assembleia da República de uma moção que condene a Violação dos Direitos Humanos e da Liberdade Política e Religiosa no: "O ecosistema do planalto tibetano tem vindo a ser devastado pelo Governo chinês e o “tecto do mundo” é hoje palco da produção de armas nucleares, factor de risco para todo o planeta.

Por todos estes motivos, e tendo em conta que nos Princípios fundamentais da Constituição Portuguesa (artigo 7, 2-3) se estabelece que “Portugal reconhece o direito dos povos à autodeterminação e independência” e “preconiza a abolição do imperialismo, do colonialismo e de quaisquer outras formas de agressão, domínio e exploração nas relações entre os povos”, os subscritores desta Petição dirigem-se à Assembleia da República pedindo que seja aprovada uma moção que condene a Violação dos Direitos Humanos e da Liberdade Política e Religiosa no Tibete."

:: enviado por RC :: 3/19/2008 01:07:00 da tarde :: 1 comentário(s) início ::

terça-feira, março 18, 2008

Bem escrito

Etiquetas: , ,


:: enviado por RC :: 3/18/2008 01:31:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::

ProfAvaliação: Sobre João Freire, o autor do Estudo sobre a Reorganização da Carreira Docente

ProfAvaliação: Sobre João Freire, o autor do Estudo sobre a Reorganização da Carreira Docente: "Sobre João Freire, o autor do Estudo sobre a Reorganização da Carreira Docente


Foto da capa do Relatório Final, 'Estudo sobre a Reorganização da Carreira Docente', elaborado por João Freire, em Dezembro de 2005

Maria de Lurdes Rodrigues, actual Ministra da Educação, foi colega de João Freire no ISCTE. Publicou um estudo de sociologia das profissões sob a direcção de João Freire:
Freire, J. (Org.) (2004). Associações Profissionais em Portugal (Oeiras: Celta).
No Verão de 2005, pouco depois de tomar posse como Ministra da Educação, Maria de Lurdes Rodrigues encomendou ao seu mentor e colega, João Freire, já aposentado do ISCTE, um estudo tendo em vista fundamentar profundas alterações ao ECD. O objectivo declarado já era, na altura, criar 2 ou 3 categorias de professor e, por via disso, reduzir substancialmente os custos com os vencimentos dos professores. João Freire entregou o Relatório Final em Dezembro de 2005. Em Fevereiro de 2006, um alto funcionário do ME fez-me a entrega, em mão, do referido relatório, avisando-me de que era um documento top secret. Sou, por isso, uma das nove ou dez pessoas do país que possui um exemplar do Relatório Final. É um documento tecnicamente bem feito mas as soluções propostas anunciavam já a desvalorização profissional e os conflitos nas escolas que hoje estamos a viver. Quem fizer a história do maior movimento de luta de professores em Portugal, este que estamos a viver, vai ter de estudar este Relatório Final."

Etiquetas: , ,


:: enviado por RC :: 3/18/2008 11:50:00 da manhã :: 0 comentário(s) início ::

Bem visto

As Minhas Leituras: Resposta a Sousa Tavares: "O sistema educativo português sofre duma burocracia bizantina que quase não deixa margem ao ensino. Atacou a ministra alguma vez esta burocracia? Não, antes a favoreceu, porque para a atacar teria que desmantelar uma grande parte do seu próprio ministério e tirar assim poder a muitos bonzos em relação aos quais se pela de medo.

O sistema educativo português sofre dum incivismo endémico que quase não deixa margem à aprendizagem. Atacou a ministra alguma vez este incivismo? Não, antes o ampliou, ao desautorizar os professores e ao elaborar legislação como o aberrante Estatuto do Aluno que está pronto para entrar em vigor.

O sistema educativo português sofre duma ideologia pedagógica delirante que despreza o conhecimento e o pensamento racional. Atacou a ministra alguma vez esta ideologia? Nunca. Pelo contrário, move-se nela como peixe na água porque é ela o seu habitat natural."

Etiquetas: , ,


:: enviado por RC :: 3/18/2008 08:51:00 da manhã :: 0 comentário(s) início ::

segunda-feira, março 17, 2008

Mais um convertido

Sol: "Caso contrário, acrescentou, «se não aparecer essa alternativa, é preferível que o actual primeiro-ministro possa continuar a governar e, mais, espero que o faça com maioria absoluta».

Proença de Carvalho deixou ainda elogios ao primeiro-ministro, considerando que tem demonstrado «uma grande coragem» nas reformas e lamentou os «ataques pessoais» que tem sido alvo."

:: enviado por RC :: 3/17/2008 11:02:00 da tarde :: 1 comentário(s) início ::

Manias antigas

Sou do Benfica, sou do Sporting, sou do Porto. Dizia alguém que só se é daquilo que seja nosso...


:: enviado por RC :: 3/17/2008 10:51:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::

Sabe quem são?

Perigosos e subversivos neo-estalinistas modernos...

Etiquetas: , ,


:: enviado por RC :: 3/17/2008 10:46:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::

Cavaco não dá cavaco a perigosos comunistas


Sol: "Sindicatos explicaram contestação a assessora de Cavaco Silva
A plataforma que reúne todos os sindicatos de professores expôs hoje à Presidência da República os motivos da contestação vivida no sector, numa reunião centrada, sobretudo, no polémico diploma relativo ao processo de avaliação dos docentes"

Etiquetas: , ,


:: enviado por RC :: 3/17/2008 10:38:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::

mulher

nos momentos de incerteza
quando apetece fugir
e desistir da viagem

quando cansado de tudo
me sento à beira da estrada
e adormeço a coragem

são os teus gestos
mulher
que me chamam
para a vida


e sinto de novo a fúria
de desenhar um país




vieira da silva

:: enviado por vieira da silva :: 3/17/2008 03:18:00 da manhã :: 0 comentário(s) início ::

domingo, março 16, 2008

Ignomínia


"Passava pouco das 08.00 no dia 16 de Março de 1968 quando os soldados da companhia "Charlie" entraram na aldeia de My Lai. "As ordens eram para matar tudo o que mexesse" ..."
E assim se consumou um dos mais bárbaros crimes de guerra de que há memória, irmão-gémeo dos cometidos pelo regime nazi durante a 2ª Grande Guerra.
Fez bem o DN lembrar aqui a barbárie do Império.

:: enviado por ja :: 3/16/2008 05:14:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::

sábado, março 15, 2008

Discordo

TSF Online: "Dezenas de professores respondem a chamada por sms
Tanto a Fenprof como o PCP se demarcam da convocatória, feita por sms, para que os professores se concentrem em protesto junto ao Pavilhão Académico do Porto, onde o PS vai assinalar, esta tarde, os três anos de Governo. Na Praça do Marquês dezenas de docentes já se começaram a reunir."


Aos militantes socialistas que comcordam com as medidas do governo só lhes resta estar presentes e ouvir e bater palmas. Aos militantes que discordam só lhes resta participar em todas as reuniões do partido e exprimir o seu descontentamento.

Depois da manifestação do sábado passado, não há qualquer necessidade de dar pretextos ao governo para se vitimizar. Se houver protestos no Porto não t^êm o aval de nenhuma organização sindical nem de nenhum professor com bom senso.

:: enviado por RC :: 3/15/2008 03:34:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::

sexta-feira, março 14, 2008

Semana de luto na Educação


:: enviado por RC :: 3/14/2008 09:59:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::

Professor impedido de receber prémio - Sapo Vídeos


:: enviado por RC :: 3/14/2008 02:29:00 da tarde :: 1 comentário(s) início ::

quinta-feira, março 13, 2008

A História faz-se também com marchas de indignação

Os Professores no dia 8 de Março de 2008 deram em Lisboa a aula do ano:

uma verdadeira aula de substituição
da Ministra da Educação e do Governo que a sustenta

:: enviado por vieira da silva :: 3/13/2008 12:04:00 da tarde :: 1 comentário(s) início ::

..canices

PortugalDiário - A informação actualizada ao minuto: as últimas notícias do país e do mundo.: "Para o porta-voz do PS, entre os cerca de cem mil professores que participaram na manifestação de sábado, «porventura, a maioria dos professores ainda não tem uma ideia do que é o sistema de avaliação».

«O que se está a fazer é em prol da defesa da escola pública», acrescentou."

Tadinhos...

:: enviado por RC :: 3/13/2008 09:21:00 da manhã :: 1 comentário(s) início ::

quarta-feira, março 12, 2008

...canices

TSF Online: "Para o Partido Socialista, não é necessário apontar o que o actual Executivo fez mal durante os três anos, porque, como fez «muitas coisas bem», não se deve «perder tempo» com o que correu mal."

:: enviado por RC :: 3/12/2008 08:10:00 da tarde :: 2 comentário(s) início ::

....

Etiquetas: , ,


:: enviado por RC :: 3/12/2008 10:38:00 da manhã :: 1 comentário(s) início ::

Ei-los que partem

Eduardo Correia, Vitorino Magalhães Godinho, Vasco Gonçalves, Rui Grácio, Manuel Rodrigues de Carvalho, José Emílio da Silva, Vítor Alves, Mário Sottomayor Cardia, Carlos Lloyd Braga, Luís Valente de Oliveira, Luís Veiga da Cunha, Vítor Pereira Crespo, João Fraústo da Silva, José Augusto Seabra, João de Deus Pinheiro, Roberto Carneiro, Diamantino Durão, Couto dos Santos, Manuela Ferreira Leite, Marçal Grilo, Guilherme D’Oliveira Martins, Santos Silva, Domingos Pedrosa de Jesus, David Justino, Maria do Carmo Seabra, Maria de Lurdes Rodrigues...

Os ministros partem, os professores e as escolas ficam.

“Todo e qualquer ministério da educação é necessariamente imbecil, pelas razões que passo a sintetizar.
1. A educação só diz respeito à transmissão do saber na medida em que a boa comunicação entre os humanos exige a atenção do receptor enquanto o emissor emite; caso contrário, todos acabam por falar ao mesmo tempo, o que constitui má educação.
2. A educação é um assunto que se resolve positivamente quando o comportamento humano obedece a uma exigência interior; por outras palavras: essa exigência é um imperativo categórico, se calhar tão utópico como o de Immanuel Kant em termos de ética; ou se respeita essa exigência, ou se ignora, ou se ofende; em qualquer dos casos, não pode ser gerida por nenhuma instituição.
3. O latim bacillum significa pau, porrete ou cacete; quem não tinha bacillum era imbecillis, ou seja, nem sequer dispunha dum cacete para se defender; o imbecil é o impotente; qualquer ministério da educação é impotente; e é-o por inerência, uma vez que proibiu o cacete nos domínios da educação; até o insuspeito patriota chamado João de Barros (o quinhentista) sabia que, sem "palmatoreadas", ninguém entendia a origem e a evolução da língua portuguesa; as "palmatoreadas" manteriam toda a actualidade no caso de indivíduos desprovidos da exigência interior apresentada no ponto 2.
Quando afirmo que a legislação oriunda do Ministério da Educação, etc., se caracteriza pela imbecilidade, quero apenas significar que esse ministério produz imbecilidade tão naturalmente como o pilriteiro dá pilritos.”José Martins Garcia, (Quase) Teóricos e Malditos,pp. 40-41.

Etiquetas: , ,


:: enviado por RC :: 3/12/2008 10:30:00 da manhã :: 1 comentário(s) início ::

terça-feira, março 11, 2008

Concordo

M!C - Movimento de Intervenção e Cidadania:

" “A uma manifestação destas [em que participaram cem mil pessoas] só se responde se se tiver força para fazer algo semelhante.”

“Em 1975 nós respondíamos de massas, enchíamos a Fonte Luminosa e o Estádio das Antas. Hoje é difícil fazer isso.”

O comício do PS no Porto tem sido encarado como uma resposta da direcção socialista à manifestação dos professores, mas os dirigentes do partido garantem que esse evento tem por objectivo comemorar os três anos de governação e mobilizar os militantes.

Certo é que para Manuel Alegre a manifestação dos professores foi um sinal de que “algo de novo começou” ao nível da expressão das ideias políticas e da contestação social. “Não sei bem o quê”, diz o socialista, mas, “neste momento são os movimentos de cidadãos que se manifestam”.
“Antes eram os partidos que se manifestavam, agora são as pessoas."

Etiquetas: , ,


:: enviado por RC :: 3/11/2008 11:48:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::

Bem dito

Sol: "«Os professores e educadores deste país são um grupo decisivo para o futuro do país, um grupo porventura mais decisivo que os políticos, que os técnicos e os financeiros»"

Etiquetas: , ,


:: enviado por RC :: 3/11/2008 11:36:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::

segunda-feira, março 10, 2008

Manuel Alegre

Manuel Alegre: "Editorial

A ida da polícia a várias escolas em vésperas de uma manifestação nacional de professores tem de ser rapida e cabalmente esclarecida.
É preciso saber quem foi, quem mandou e para quê. Não bastam explicações administrativas, exige-se uma resposta política de acordo com a tradição democrática do Partido Socialista e sem transferência de responsabilidades de cima para baixo.
Caso contrário, algo não estará certo nesta democracia, pela qual somos todos responsáveis. Sobretudo aqueles que por ela lutaram e aqueles a quem, como aos órgãos de soberania e, em especial, ao senhor Presidente da República, cabe garantir os direitos e liberdades dos cidadãos.


[Manuel Alegre, 07.03.2008]"

Etiquetas: , ,


:: enviado por RC :: 3/10/2008 09:50:00 da manhã :: 1 comentário(s) início ::

Surdo, surdo é quem não quer ouvir

Etiquetas: , ,


:: enviado por RC :: 3/10/2008 09:42:00 da manhã :: 0 comentário(s) início ::

Surdo, surdo é quem não quer ouvir

Etiquetas: , ,


:: enviado por RC :: 3/10/2008 09:41:00 da manhã :: 0 comentário(s) início ::

Surdo, surdo é quem não quer ouvir

Etiquetas: , ,


:: enviado por RC :: 3/10/2008 09:39:00 da manhã :: 0 comentário(s) início ::

Surdo, surdo é quem não quer ouvir

Etiquetas: , ,


:: enviado por RC :: 3/10/2008 09:38:00 da manhã :: 0 comentário(s) início ::

domingo, março 09, 2008

Fala quem sabe

Campo lavrado: "O Primeiro Ministro não tem opositor à altura, pelo menos de momento, mas quer manter a maioria absoluta em 2009. É altura de perceber que a crise do sistema escolar pode transformar-se num obsctáculo intransponível para alcançar esse desiderato. Está, pois, na hora de substituir a Ministra e algumas políticas no campo da educação, se não quiser ser ele próprio sacrificado no altar da arrogância, da insensibilidade e da falta de tacto político."

Etiquetas: , ,


:: enviado por RC :: 3/09/2008 09:57:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::

Haja ponderação

Correio da Manhã: "O PS devia estar mais atento a estas novas fronteiras que se estão a abrir nas ruas de Portugal. E perceber melhor o que se passa sem ser em comícios clientelares. A modernidade geral exige uma nova mentalidade dos governantes."


E se Guterres regressar?

Está na moda falar mal dos governos de Guterres, não só entre os seus opositores de sempre, mas ainda entre alguns dos seus apoiantes nas horas ascensionais, o que é quase obsceno sobretudo quando essas críticas partem de antigos ministros.

Não é preciso tanto para demonstrarem a sua fidelidade a José Sócrates, também ele membro dos governos presididos pelo actual ACNUR. Agora foi o secretário de Estado Valter Lemos que, para atacar Ana Benavente, sua antecessora socialista no cargo, afirmou que esses governos cediam sistematicamente aos sindicatos, uma realidade litoral que se espalha estes dias para o Interior.

Pois eu fico a cismar sobre o comportamento desses críticos caso haja um regresso organizado de Guterres à ribalta política nacional. Haverá gente reconvertida na procissão?

Boa pergunta. Eu também.

Que seria a razão sem um espaço para o dislate?

É absolutamente nítido que os professores não têm razão. E os estúpidos do PSD que se aliaram ao PCP perderam o tino de vez, porque Portugal não pode parar mais. Espero ver Luís Filipe Menezes à cabeça da manifestação contra os interesses do País.

Etiquetas:


:: enviado por RC :: 3/09/2008 07:48:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::

Cem mil professores

Etiquetas: , ,


:: enviado por RC :: 3/09/2008 10:41:00 da manhã :: 2 comentário(s) início ::

Cem mil professores

Etiquetas: , ,


:: enviado por RC :: 3/09/2008 10:40:00 da manhã :: 0 comentário(s) início ::

Cem mil professores

Etiquetas: , ,


:: enviado por RC :: 3/09/2008 10:38:00 da manhã :: 0 comentário(s) início ::

Cem mil professores

Etiquetas: , ,


:: enviado por RC :: 3/09/2008 10:36:00 da manhã :: 0 comentário(s) início ::

Cem mil professores

Etiquetas: , ,


:: enviado por RC :: 3/09/2008 10:35:00 da manhã :: 0 comentário(s) início ::

Cem mil professores

Etiquetas: , ,


:: enviado por RC :: 3/09/2008 10:33:00 da manhã :: 0 comentário(s) início ::

sábado, março 08, 2008

Contra a arrogância

Pela superioridade que representa frente ao rastejamento, não resisto a transcrever.
..............................................

Carta Aberta ao Senhor Ministro dos Assuntos Parlamentares


Exmº Senhor Ministro Augusto Santos Silva,

Venho por este meio informá-lo que me sinto insultado pelas suas afirmações proferidas ontem à noite, em Chaves e dadas hoje à estampa na comunicação social escrita.

Foi o comunista do meu pai, Sérgio Vilarigues, que esteve preso 7 anos (dos 19 aos 26) no Aljube, em Peniche, em Angra e no campo de concentração do Tarrafal para onde foi enviado já com a pena terminada. Que foi libertado por «amnistia» em 1940, quatro anos depois de ter terminado a pena. Que passou 32 anos na clandestinidade no interior do país, o que constitui um recorde europeu. Não foi ao seu pai, e ainda bem, que tal sucedeu.

Foi a comunista da minha mãe, Maria Alda Nogueira, que, estando literalmente de malas feitas para ir trabalhar em França com a equipa de Irène Joliot-Curie, pegou nas mesmas malas e passou à clandestinidade em 1949. Que presa em 1958 passou 9 anos e 2 meses nos calabouços fascistas. Que durante todo esse período o único contacto físico próximo que teve com o filho (dos 5 aos 15 anos) foi de 3 horas por ano (!!!). Que, sublinhe-se, foi condecorada pelo Presidente da República Mário Soares com a Ordem da Liberdade em 1988. Não foi à sua mãe, e ainda bem, que tal sucedeu.

Foi a mãe das minhas filhas, Lígia Calapez Gomes, quem, em 1965, com 18 anos, foi a primeira jovem legal, menor (na altura a maior idade era aos 21 anos), a ser condenada a prisão maior por motivos políticos – 3 anos em Caxias. Não foi à sua esposa, e ainda bem, que tal sucedeu.

Foi a minha filha mais velha, Sofia Gomes Vilarigues, quem até aos 2 anos e meio não soube nem o nome, nem a profissão dos pais, na clandestinidade de 1971 a 1974. Não foi à sua filha, e ainda bem, que tal sucedeu.

Fui eu, António Vilarigues, quem aos 17 anos, em Junho de 1971, passou à clandestinidade. Não foi a si, e ainda bem, que tal sucedeu.

Foi o caso do primeiro Comité Central do Partido Comunista Português eleito depois do 25 de Abril de 1974. Dos 36 membros efectivos e suplentes eleitos no VII Congresso (Extraordinário) do PCP em 20 de Outubro de 1974, apenas 4 não tinham estado presos nas masmorras fascistas. Dois tinham mais de 21 anos de prisão. Com mais de 10 anos de prisão eram 15, entre eles Álvaro Cunhal (13 anos).

São casos entre milhares de outros (Haja Memória) presos, torturados e até assassinados pelo fascismo. Para que houvesse paz, democracia e liberdade no nosso país.

Para que o senhor ministro pudesse insultar em liberdade. Falta-lhe a verticalidade destes homens e mulheres. Por isso sei que não se retratará, nem muito menos pedirá desculpas. As atitudes ficam com quem as praticam.


Penalva do Castelo, 8 de Março de 2008

António Nogueira de Matos Vilarigues


:: enviado por ja :: 3/08/2008 08:52:00 da tarde :: 2 comentário(s) início ::

Constatação

"Pelo uso sagaz e contínuo da propaganda, um povo até pode ser levado a confundir céu com inferno ou vice-versa"

..................................................

Se alguma dúvida existisse, nestas últimas semanas, ficou bem claro quem é o mestre dos "propagandistas"!!!





:: enviado por ja :: 3/08/2008 08:17:00 da manhã :: 0 comentário(s) início ::

sexta-feira, março 07, 2008

Nós sabemos quem eles são

"Nós sabemos quem eles são!1" num "quadro de degradação da nossa democracia 2".

Não perceber que os que se deslocarem a Lisboa amanhã são só a ponta do icebergue do descontentamento. Como o "socialismo moderno" tem vindo a cumprir os interesses do PPD, Luís Filipe Menezes já promete que não tocará nos direitos de ninguém se for governo. A isto nos leva este PS em que não nos revemos. Um PS no qual o PM disse não haver lugar a debate ideológico. Vemos agora por que razão no último congresso do PS nos recordámos todos do unanimismo de um qualquer extinto politburo.

1- Sócrates

2- M. Nogueira

Etiquetas: , , ,


:: enviado por RC :: 3/07/2008 01:04:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::

As contas de Vital Moreira

A Aba da Causa: "De resto, para além de justa em si mesma, a reforma da educação até pode render mais votos na população em geral do que os que faz perder entre os professores..."

"Também no interesse da reforma, a ministra da Educação deve trabalhar para isolar os sectores radicais e conquistar pelo menos a compreensão dos sectores mais moderados."

Falta a Vital Moreira explicar o silêncio de Mariano Gago depois do certificado de incompetência que o ME tem passado às instituições de ensino superior responsáveis pela formação de professores.

Quem consultar http://www.rebides.oces.mctes.pt/rebides06/rebid_m3.asp?CodD=3221&CodP=0502

e http://www.rebides.oces.mctes.pt/rebides06/rebid_m3.asp?CodD=3221&CodP=0505

logo percebe como é que o camarada Vital tem tempo para escrever tantos posts. E não saberemos da missa a metade... Fica confirmada a nossa tese: Quanto menos se ensina mais se sabe de educação. Assim vais longe, camarada.

:: enviado por RC :: 3/07/2008 09:59:00 da manhã :: 0 comentário(s) início ::

Somos sempe acarinhados

TSF Online: "A direcção nacional da PSP assegurou que a «recolha de dados» junto das escolas a propósito da manifestação de professores de sábado, em Lisboa, tinha apenas como objectivo facilitar a circulação de pessoas e viaturas.

Num comunicado, a PSP explicou que havia a «necessidade de garantir a segurança das pessoas, o fluxo do trânsito, bem como garantir que o direito de manifestação decorresse de harmonia com o constitucionalmente estabelecido».

Este documento confirma ainda que «foi solicitado a todos os Comandos da PSP para que obtivessem dados relacionados com o número estimado de pessoas a deslocar-se à cidade de Lisboa, o número de autocarros envolvidos no seu transporte e horários previstos de chegada»."

Etiquetas: ,


:: enviado por RC :: 3/07/2008 09:21:00 da manhã :: 0 comentário(s) início ::

quinta-feira, março 06, 2008

Simplicidade

Para ver como é simples basta um clique na imagem.

Etiquetas: ,


:: enviado por RC :: 3/06/2008 10:26:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::

Siga a rusga

PUBLICO.PT: "De fora ficaram duas das mais representativas dos vários grupos de docência. A de Português que, segundo o seu presidente, Paulo Feytor Pinto, não recebeu qualquer convite; e a de Matemática (APM), que sempre se manifestou contra o sistema de avaliação aprovado. “Foi proposta uma reunião conjunta com todas as associações e a presidente do CCAP mas não se realizou. Não foram as associações a manifestarem-se sobre quem devia lá estar”, critica Rita Bastos, presidente da APM.

Dentro do conselho há também vozes críticas, como Ludgero Leote, representante da Associação Nacional de Professores de Electrotecnia e Electrónica, um grupo que conta com pouco mais de mil docentes. Leote foi um dos convidados do penúltimo programa da RTP 1 Prós e Contras e manifestou-se muito crítico em relação ao modelo de avaliação. “Mantenho tudo o que disse sobre o modo como o processo foi desenvolvido e pôs as escolas de pantanas”, diz. Professor há mais de 30 anos, acredita que poderá contribuir com a sua experiência. Mas sem certezas. “Quando o processo está enquinado é difícil fazer prognósticos.”"

Etiquetas: ,


:: enviado por RC :: 3/06/2008 03:07:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::

Que querida!

PUBLICO.PT: "Ministério assumirá responsabilidades se houver queixas contra escolas que iniciaram avaliação de professores"


Que querida! Mas se um professor for violentamente agredido no seu local de trabalho, ele que se desunhe...

Etiquetas: ,


:: enviado por RC :: 3/06/2008 02:56:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::

Como será que isto acaba?

DN Online: Aplicação da multa à Somague foi suspensa: "Aplicação da multa à Somague foi suspensa

JOÃO PEDRO HENRIQUES
Está suspensa a aplicação da sentença do Tribunal Constitucional condenando o PSD e a Somague a pesadas multas por causa de um financiamento ilegal àquele partido em 2002."

Etiquetas: ,


:: enviado por RC :: 3/06/2008 02:51:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::

Mais uma que escapou

DN Online: O que nos distingue da Finlândia na Educação: "[...]Poderia supôr-se um maior controlo da qualidade do trabalho docente. Mas a verdade é que a progressão na carreira baseada na avaliação dos professores, que tanta polémica tem causado em Portugal, ainda não chegou à Finlândia, onde os sucessos e fracassos costumam ser analisados, escola a escola, em reuniões.

E também não se pode falar em mais carga horária, já que os alunos do ensino básico portugueses passam bastante mais horas na escola do que os finlandeses - que vão para casa às três da tarde -, além de começarem a escola um ano mais cedo, aos seis anos, e terem mais disciplinas.

As maiores diferenças entre os modelos poderão assentar na filosofia educativa. Na Finlândia, o estudante pode passar todo o ensino obrigatório na mesma escola, já que há um único ciclo do básico. Os professores conhecem-no e intervêm precocemente quando há problemas. Em Portugal, a reprovação continua a ser a 'solução' para muitos alunos com dificuldades, e é precisamente nas transições de ciclo que os números do insucesso se agravam."

:: enviado por RC :: 3/06/2008 02:51:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::

Dá que pensar

Warren Buffett - Wikipédia: "Sua fortuna é estimada em 62 bilhões de dólares, o que lhe garante o título da revista Forbes de pessoa mais rica do mundo. Já no ranking de 2008 da Forbes, Warren Buffett superou Bill Gates (que permaneceu com o título de homem mais rico do mundo por 13 anos). Apesar de sua imensa fortuna, Buffet é famoso por levar uma vida frugal e despretensiosa, pois continua vivendo na mesma casa, no bairro de Dundee em Omaha, comprada em 1958 por 31.500 dólares. Além desta, tem uma mansão em Laguna Beach, Califórnia.

Em junho de 2006, se comprometeu em doar sua fortuna para caridade após sua morte, sendo que 85% foram destinados para a Fundação Bill e Melinda Gates, fato que ganhou o estatuto de maior ato de caridade da história.

Seu salário anual é de cem mil dólares, que é considerado pequeno comparado à remuneração de executivos seniores entre as quinhentas companhias mais importantes dos Estados Unidos, as quais pagam em média nove milhões por ano, segundo dados de 2003. O fato é que sua renda é amarrada ao valor da Berkshire Hathaway."

:: enviado por RC :: 3/06/2008 02:44:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::

Tomada de Posição

Os professores do Departamento de Línguas e Literaturas, da Escola Secundária D. Maria II, Braga, na sua reunião ordinária de hoje, 5 de Março, abordaram, inevitavelmente, o modelo de avaliação que nos querem impor. Após demorada, participada e viva discussão, os respectivos professores decidiram redigir e aprovar o documento que, de seguida, transcrevo na íntegra:

. Atendendo a que, sem fundamento válido, se fracturou a carreira docente em duas: professores titulares e não titulares;
. Atendendo a que essa fractura se operou com base num processo arbitrário, gerando injustiças inqualificáveis;
. Atendendo a que os parâmetros desse concurso se circunscreveram, aleatória e arbitrariamente, aos últimos sete anos, deitando insanemente para o caixote do lixo carreiras e dedicações de vidas inteiras entregues à profissão;
. Atendendo a que, por via de tão injusto concurso, não se pode admitir, sem ofensa para todos, que seguiram em frente só os melhores, e que ficaram para trás os que eram piores;
. Atendendo a que esse concurso terá repercussões na aplicação do assim chamado modelo de avaliação, já que, em princípio, quem por essa via acedeu a titular será passível de ser nomeado coordenador e, logo, avaliador;
. Atendendo a que, por essa via, pode muito bem acontecer que o avaliador seja menos qualificado que o avaliado;
. Atendendo a que o modelo de avaliação é tecnicamente medíocre;
. Atendendo a que o modelo de avaliação é leviano nos prazos que impõe;
. Atendendo a que o modelo de avaliação contém critérios subjectivos;
. Atendendo a que há divergências jurídicas sérias relativas à legitimidade deste modelo;
. Atendendo a que o Conselho Executivo e os Coordenadores de Departamento foram democraticamente eleitos com base nas funções então definidas para esses órgãos;
. Atendendo a que este processo, a continuar, terá que ser desenvolvido pelos anunciados futuros Conselhos de Escola, Director escolhido por esse Conselho, e pelos Coordenadores nomeados;
. Nós, professores do Departamento de Línguas, da Escola Secundária D. Maria II, não reconhecemos legitimidade democrática a nenhum dos órgãos da escola para darem continuidade a um processo que extravasa as funções para as quais foram eleitos;
. Mais consideram que:
. Por uma questão de dignidade e de solidariedade profissional, devem, esses órgãos, suspender, de imediato, toda e qualquer iniciativa relacionada com a avaliação;
. Caso desejem e insistam na aplicação de tão arbitrário modelo, devem assumir a quebra do vínculo democrático e de confiança entre eles próprios e quem os elegeu, tirando daí as consequências moralmente exigidas.


Notas:
1 – Dos 22 professores presentes, 21 votaram favoravelmente e 1 votou ccontra:
2 – Para além de darem conhecimento imediato deste documento aos órgãos, ainda democráticos, da escola, os professores decidiram dá-lo a conhecer a todos os colegas da escola;
3 – Decidiram também dar ao documento a maior divulgação pública possível, e enviá-lo directamente para outras escolas e colegas de outras escolas;
4 – Pede-se a todos os professores que nos ajudem na divulgação deste documento, e que o tomem como incentivo e apoio para outras tomadas de posição;
5 – Este documento ficou, obviamente, registado em acta, para que a senhora ministra não continue a dizer que nas escolas está tudo calmo, e que só se protesta na rua;
6 – A introdução e as notas são da minha exclusiva responsabilidade;
7 – Tomo a liberdade de agradecer com prazer aos professores da Escola Secundária D. Maria II, Braga, e principalmente às mulheres, as mais aguerridas, pelas posições firmes que têm assumido, e por rejeitarem qualquer outro lugar que não seja a linha da frente da luta pela dignidade docente. É um orgulho estar entre vós.
António Mota
Escola Secundária D. Maria II, Braga

:: enviado por touaki :: 3/06/2008 02:41:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::

Portas abertas por Nobre dos Santos e a UGT?

PortugalDiário - A informação actualizada ao minuto: as últimas notícias do país e do mundo.: "Público: «Governo facilita despedimentos»
2008/03/06 | 10:46
Novo estatuto prevê possibilidade de despedir funcionários que tenham sido negativamente avaliados"

:: enviado por RC :: 3/06/2008 02:40:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::

600

Seiscentos autocarros, pelo menos, é obra.

Venham mais cinco...

:: enviado por RC :: 3/06/2008 02:33:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::

Para divulgação junto de todos os professores

MARCHA DA INDIGNAÇÃO – INSTRUÇÕES IMPORTANTES

• Como se prevê uma enorme deslocação de professores de fora de Lisboa para o local da Marcha…

• Atendendo ao elevado número de autocarros, cerca de 600, e aos muitos professores que se deslocarão em automóvel, principalmente das localidades mais próximas de Lisboa…

• Se se considerar que a PSP tomará excepcionais medidas de segurança, quer relativamente ao acesso ao local de arranque da Marcha, quer em relação a desvio de tráfego e a locais de estacionamento…

• Como é provável que as principais artérias que confluem na Rotunda do Marquês de Pombal, estejam cortadas ao trânsito, até porque serão utilizadas como locais de concentração dos manifestantes, por região…

…O SPRC aconselha que:

1. Quem se desloca de fora de Lisboa, em transporte próprio, deve fazê-lo num horário que permita estar em Lisboa bastante tempo antes do início da marcha;

2. Como as áreas de serviço da A1 vão estar saturadas, cada um leve o seu “farnel”, como forma de evitar congestionamentos nos locais de refeição;

3. Chegados ao “Marquês”, os professores da região centro do país (distritos de Aveiro, Castelo Branco, Coimbra, Guarda, Leiria e Viseu, excepto das áreas sindicais do SPN e SPGL) se concentrem ao fundo do Parque Eduardo VII;

4. Aí, junto à carrinha de som, que estará assinalada com uma placa com a palavra CENTRO, levantem diversos materiais que devem ser utilizados na Marcha (bandeiras, faixas e autocolantes);

5. Em caso de dúvidas ou necessidade de apoio, antes e durante a Marcha, se dirijam ao pessoal de apoio/segurança que se situará nas bandas laterais em toda a extensão da Marcha.

Informa-se, ainda, que, tendo em conta o balanço realizado ontem, 5 de Março, relativamente às inscrições já apuradas para os transportes organizados, foi necessário alterar o percurso da marcha, passando o final da Marcha para o Terreiro do Paço, pois o número previsível de manifestantes ultrapassará a capacidade do Rossio (local anteriormente previsto).

Assim, a Marcha da Indignação dos Professores iniciar-se-á no topo da Avenida da Liberdade (junto à rotunda do Marquês) e acabará no Terreiro do Paço.

:: enviado por RC :: 3/06/2008 02:31:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::

Parabéns

Neste tempo de crepúsculo democrático, obrigado por teres nascido!!!



:: enviado por ja :: 3/06/2008 11:37:00 da manhã :: 0 comentário(s) início ::

UGêQuê?

PortugalDiário - A informação actualizada ao minuto: as últimas notícias do país e do mundo.: "Governo reclama vitória

Presente no debate, o secretário de Estado da Administração Pública, João Figueiredo, rejeitou qualquer derrota e reclamou «vitória para o Governo» por a lei consagrar uma reforma profunda da Administração Pública.

«As pequenas alterações em nada beliscam o essencial da reforma da Administração Pública que contou com a adesão dos sindicatos da UGT», frisou."




Função Pública
Frente Comum diz que Governo quer despedimentos mais fáceis no Código de Trabalho
A Frente Comum dos Sindicatos considerou hoje preocupante que o Governo mantenha no estatuto disciplinar dos funcionários públicos o despedimento após duas avaliações negativas, acusando o executivo de querer transpor esta medida para o Código do Trabalho

:: enviado por RC :: 3/06/2008 11:06:00 da manhã :: 0 comentário(s) início ::

Também não me parece grande ideia

Bicho Carpinteiro: Manifestações e comícios: "Manifestações e comícios

Acho que o PS fez mal em responder com um comício às manifestações de rua dos professores.Veremos."

:: enviado por RC :: 3/06/2008 10:32:00 da manhã :: 0 comentário(s) início ::

quarta-feira, março 05, 2008

De borla

"Ganda Belmiro". Quinze minutos de RTP1 de borla a fazer propaganda pelo módico preço de alguns livros. Boa!

:: enviado por RC :: 3/05/2008 09:55:00 da manhã :: 0 comentário(s) início ::

Alvin Toffler

Alvin Toffler comenta o Sistema de Educação actual - Sapo Vídeos



:: enviado por RC :: 3/05/2008 09:31:00 da manhã :: 0 comentário(s) início ::

terça-feira, março 04, 2008

Re Toma

M!C - Movimento de Intervenção e Cidadania: "O partido do Governo agendou um grande comício nacional para o Porto no próximo dia 15, exactamente uma semana depois da Marcha da Indignação promovida pelos professores, que se vai realizar este sábado em Lisboa."

Vamos todos ao Porto dar a Sócrates o apoio que merece.

Isto está a ficar bom para as empresas de transportes públicos. Se Famalicão não vai a Maomé, vai Maomé a Famalicão...

:: enviado por RC :: 3/04/2008 10:23:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::

A cultura democrática

Causa Nossa: "A questão agora é simples: ou o Governo tem autoridade e força para fazer valer as suas políticas, ou desiste e se dá por derrotado, com todas as consequências políticas inerentes..."


A cultura democrática é como a educação: bebe-se com o leite da mãe.

:: enviado por RC :: 3/04/2008 10:18:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::

O que poderia ser

Portal da Educação : Nível de reprovações e de desistências cai para o valor mais baixo da última década: "Os resultados escolares do ano lectivo de 2006/2007 apresentam uma melhoria acentuada em todos os ciclos de ensino, indicam os valores apurados pelo Gabinete de Estatística e Planeamento da Educação (GEPE) relativos à taxa de retenção e desistência escolar."

E tudo isto sem que o Estatuto tenha tido qualquer impacto, sem que exista um novo modelo de gestão e simultaneamente com o maior desânimo e revolta entre os professores. Imagine-se só o que poderia ser...

:: enviado por RC :: 3/04/2008 09:05:00 da manhã :: 0 comentário(s) início ::

Afinal cedeu ou não cedeu?

EDIÇÃO IMPRESSA: "Santos Silva veio lembrar a oposição dos sindicatos durante os governos Guterres, desmentindo Valter Lemos, que acusara Ana Benavente de 'cedência' aos interesses sindicais."

:: enviado por RC :: 3/04/2008 08:57:00 da manhã :: 0 comentário(s) início ::

Não sou eu que o digo

Campo lavrado: "O que está errado em toda esta equação: a reforma, a ministra da Educação ou os professores?
O que está errado é pretender-se fazer reformas, necessárias diga-se, sem contar com a colaboração dos professores e mesmo contra os professores. É uma ilusão pensar que isto é possível. O que esta equipa do ME, com o apoio expresso do Primeiro Ministro, anda a fazer é a desestabilizar as escolas convencida de que vai conseguir mudar o rumo da educação. Quando a situação se deteriorar completamente vão-se embora e o sistema fica pior do que estava."

:: enviado por RC :: 3/04/2008 08:32:00 da manhã :: 0 comentário(s) início ::

Ai a saudade que eu tenho de mim mesmo!

Que me perdoem os Professores por "meter a foice em seara alheia" e deixar aqui dois brevíssimos comentários a propósito do programa da RTP "Prós e Contras" de 03/03/2008:



1. - É angustiante assistir ao triste espectáculo de uns Senhores que, por muito valor que tenham, cheiram irremediavelmente a mofo, neste velho tique de misturar a saudade de uma escola cheia de virtudes, mais imaginárias que reais, com a mania irresistível de dizerem ou sugerirem em cada frase que sempre foram os melhores das suas ruas e do país.
Por ironia, nenhum tem a coragem de confessar que os Professores desse tempo nem sequer eram avaliados no seu desempenho... eram os senhores absolutos da sua sala de aula e dos seus alunos.


2. - Através da pseudo-avaliação do desempenho dos Professores querem avaliar, de facto, uma Escola mal desenhada pelos sucessivos Governos. E, com a subtileza habitual, vão espalhando a ideia que tudo isto só se resolve com o evidente brilhantismo das elites e a tão propagandeada qualidade das escolas privadas.



:: enviado por vieira da silva :: 3/04/2008 04:38:00 da manhã :: 0 comentário(s) início ::

segunda-feira, março 03, 2008

No meu tempo...

"Vocês hoje não aprendem nada, eu com onze anos aprendia Latim." Dizia isto o meu pai...
Não mudaram os tempos! A brigada do reumático é sempre a mesma.

:: enviado por RC :: 3/03/2008 11:45:00 da tarde :: 1 comentário(s) início ::

OOOooooopsssss

É muito feio inventar coisas que ninguém disse. Os que se arrependerem não serão DRENados para os infernos.

:: enviado por RC :: 3/03/2008 11:36:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::

Prós e contras 3

Tanta ignorância. Vou dormir... z z z z z z z z zz z só mais cinco minutos.

:: enviado por RC :: 3/03/2008 11:19:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::

Prós e contras 2

Gosto de Villaverde Cabral. Aqui estamos todos os portugueses a ouvir os académicos que representam os mais altos píncaros de um sistema educativo "deplorável".

Etiquetas:


:: enviado por RC :: 3/03/2008 10:53:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::

Prós e contras 1

Gosto. Quem diz escolas diz Pingo Doce. A Fatinha escolhe-os a dedo.

Etiquetas:


:: enviado por RC :: 3/03/2008 10:48:00 da tarde :: 0 comentário(s) início ::

sábado, março 01, 2008

Onde nós chegámos

Critérios da Escola de Leiria não foram rejeitados - RTP Notícias: "“Verbaliza a sua insatisfação/satisfação face às mudanças ocorridas no Sistema Educativo/na Escola através das críticas destrutivas potenciadoras de instabilidade no seio dos seus pares?” é um dos indicadores incluídos no critério “dimensão ética” para a avaliação dos professores no agrupamento escolar, afirmou Francisco Louça."

:: enviado por RC :: 3/01/2008 12:13:00 da manhã :: 0 comentário(s) início ::