BRITEIROS: Morto pela PIDE - 3 - <$BlogRSDUrl$>








domingo, dezembro 23, 2007

Morto pela PIDE - 3 -


4 de Julho 1945

«Escondidos atrás da furgoneta os homens esperavam silenciosamente, como numa caçada. Em breve o viram aparecer. Aproveitava a descida para dar velocidade à bicicleta, naquele seu jeito destemido e moço de saborear a rapidez da corrida, o vento nos cabelos, a alegria de viver.
Um dos homens saltou detrás da furgoneta e com um encontrão fê-lo cair na beira da estrada. Quando se levantou, dum salto, estava cercado. Um tiro deitou-o por terra.
De longe, um camponês presenciara a emboscada em que José Gonçalves acompanhado de Fernando Gouveia e mais um bando de agentes da P.I.D.E., assassinaram cobardemente o comunista Alfredo Dinis.»
..........................................................................
Alfredo Dinis, que na clandestinidade usou o pseudónimo de Alex, nasceu em Lisboa em 29 de Março de 1917 e tinha 28 anos quando a PIDE o assassinou. Operário metalúrgico da Parry & Son, trabalhava de dia e à noite estudava numa escola industrial.Aos 19 anos entrou para as Juventudes Comunistas. Preso em Agosto de 1938 pela polícia fascista foi condenado a 18 meses de prisão. Quando saiu da prisão retomou a sua actividade revolucionária. Na qualidade de secretário da célula do PCP na Parry & Son passou a fazer parte do Comité Local de Almada. Em 1943 entrou para o Comité Local de Almada. Também em 1943 entrou para o Comité Regional de Lisboa e pouco depois foi eleito para o Comité Central no III Congresso (1º ilegal) do Partido, realizado nesse mesmo ano, passando a fazer parte do então existente Bureau Político.Alfredo Dinis desenvolveu uma intensa actividade, participou na organização das lutas de 1942 na região de Lisboa e mais tarde na organização e direcção das grandes vagas de greves de 1943 e 1944 na região de Lisboa, Margem Sul e Ribatejo, assim como nas grandiosas manifestações da vitória sobre o nazi-fascismo de Maio de 1945.
......................................................................
E ainda há quem diga que a PIDE ... matava pouco!!!

:: enviado por ja :: 12/23/2007 10:16:00 da manhã :: início ::
1 comentário(s):
  • Se não me engano, o 'ja' refere-se à tese da Irene Pimentel, ou pelo menos a alguma das fontes da autora.
    Na entrevista dada ao Público, fiquei exactamente com a mesma sensação.
    Posso estar enganada. corrija-me p.f. se assim for.
    Entretanto, boas festas.
    Abraço da Moriae

    De Anonymous Moriae, em dezembro 23, 2007 7:58 da tarde  
Enviar um comentário