BRITEIROS: Intolerável ingerência <$BlogRSDUrl$>








quinta-feira, outubro 25, 2007

Intolerável ingerência

O presidente Bush instou ontem a Comunidade Internacional a trabalhar, conjuntamente com a sua Administração, para obter a “liberdade do povo cubano”. Para isso, apelou aos diversos países para que estabeleçam contactos, através das suas representações diplomáticas na ilha, com os opositores de Fidel Castro, de modo a acelerar aquilo a que chamou a “transição em Cuba para um futuro de liberdade, progresso e promessa”, e exortou a sociedade cubana a “abraçar os fundamentos da democracia” e o “desejo de mudança”. Ao mesmo tempo, pediu ao Congresso do seu país que ratificasse o bloqueio comercial que os Estados Unidos mantêm com Cuba desde 1962 e anunciou a criação de um fundo internacional de auxílio — denominado “fundo de liberdade” — o qual, segundo anunciou, poderá conceder aos empresários cubanos “acesso a doações, empréstimos e reduções de dívidas, para ajudar a reconstruir o país” logo que sejam produzidas “mudanças profundas” no seu modelo político e económico.
Este apelo à Comunidade Internacional é absolutamente intolerável, porque constitui um convite a apoiar o anacrónico intervencionismo americano contra Cuba, baseado num embargo comercial que se tem mantido ao longo de décadas à revelia da legalidade internacional e dos direitos humanos. O bloqueio — por mais que Bush se empenhe em chamar-lhe “o bode expiatório das misérias cubanas” — tem dirigido um sofrimento inútil e abusivo sobre o povo cubano e tem impedido, além do mais, a obtenção de possíveis ganhos legítimos por parte de muitas empresas americanas.
Independentemente da opinião que possa merecer o actual regime cubano, os únicos que podem decidir se o desejam conservar, ou transformar ou deitar abaixo são os habitantes da ilha. É nisso que consiste o respeito pelo princípio da autodeterminação dos povos que, hoje mais do que nunca, deve ser um preceito irrevogável da legalidade internacional.

Etiquetas: ,


:: enviado por JAM :: 10/25/2007 09:12:00 da tarde :: início ::
1 comentário(s):
  • desde quando o povo de Cuba tem ou alguma vez teve autodeterminação? Nem antes nem depois deste ditador que sucedeu ao outro. Assassino sanguinário, Castro, até pela sua familia mais chegada, sua irmã, por exemplo, é odiado. Não sou a favor do idiota do Bush, muito menos dos americanos, mas se vocês querem escrever sobre as coisas, recorram a outroa argumentos e se informem antes de falar baboseiras.

    De Blogger Carlos, em outubro 29, 2007 2:28 da tarde  
Enviar um comentário